Sobre mim

Gustavo Ferreira

Bauruense, pouco mais de 30 anos (espero lembrar de atualizar aqui quando chegar nos 40), apaixonado pela comunicação desde cedo, mas descoberto como vocação profissional só ao final do colegial.

Graduado em Informática no Colégio Técnico Industrial “Issac Portal Roldán” (CTI), da Unesp de Bauru e  em Comunicação Social com Habilitação em Relações Públicas pela Unesp de Bauru.

No projeto de final de curso do CTI-Bauru planejei, projetei e desenvolvi 12 jogos infantis em Flash para uma instituição de educação infantil da cidade (Creche Unidos para o bem). Na época não era ensinado no CTI-Bauru a programação em Action Script 5 e como queria desenvolver esse projeto para auxiliar no desenvolvimento e diversão das crianças, corri atrás para aprender sozinho e poder fazer, tendo que apresentar todas as etapas para o professor responsável por minha parte na banca durante o processo para validar como estava sendo feito, já que não era algo que o Colégio oferecia. Isso me ajudou a  desenvolver inicialmente a habilidade de realizar apresentações comerciais.

O projeto foi um sucesso! Mas no final do terceiro ano já havia descoberto que programação não era a área na qual eu gostaria de seguir o resto da vida. Essa formação foi ótima pra me desenvolver em relação à gestão de projetos e à lógica para lidar hoje em dia com projetos de tecnologia e poder acompanhar desenvolvimento de projetos com equipes de TI.

Encontrei a área profissional de Relações Públicas dentro da Comunicação, me encantei e criamos um relacionamento maravilhoso um com o outro. Hoje brinco que tenho a certeza em todas as células do meu corpo que é essa área que me ajuda a dar contribuições significativas para os negócios/projetos com que me envolvo.

No primeiro ano de faculdade peguei um freela de Supervisão de Pesquisa de Opinião para fazer e após a apresentação dos resultados para a imprensa local, fui chamado para elaborar a área de Pesquisa de Mercado e de Opinião da Consultoria para qual havia realizado o projeto junto a duas amigas do Curso. Se o cliente contratasse o projeto que montaria, seria contratado como estagiário remunerado (a elaboração do projeto de pesquisa aconteceu como uma atividade de estágio não remunerado).

Missão dada é missão cumprida! O projeto foi contratado e eu também 😉

Comecei como estagiário da empresa na área de Pesquisa, fui me envolvendo com outros projetos do Grupo e após 1,5 ano de atuação em diferentes frentes (entre suporte técnico, gerente de contas, supervisor de conteúdo, palestrante, gerente de mídias sociais e supervisor de Pesquisa de Mercado e de Opinião) fui chamado para ser sócio do Grupo.

Foram inúmeros projetos, um deles, um projeto pelo qual tenho muito carinho e que fui Organizador geral, junto ao idealizador (na época meu sócio), foi o Resgate Histórico do Comércio de Bauru, em que fizemos um documentário e um book com fotos históricas contando sobre o desenvolvimento da cidade em torno do comércio.

Algumas vezes fui banca de TCCs da Unesp e USC nos cursos de Relações Públicas e já tive um blog onde escrevia especificamente sobre as ferramentas da profissão.

Hoje trabalho na eSapiens Venture Builder, no departamento de Marketing, atendendo dois projetos específicos da empresa, como responsável pela área de e-mail marketing e auxiliando no gerenciamento de projetos que envolvem nossa assessoria de imprensa e recentemente integrando o time mobile.

Durante todo esse tempo realizei atividades voluntários dentro do Departamento de Mocidade da USE – União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo, na qual faço parte da Diretoria Executiva atualmente. Cuidei da micro-região de Bauru, sendo Diretor do DM/USE Intermunicipal, na sequência cuidei de 8 regionais do estado como Assessor no Noroeste do Estado e atualmente estou como Diretor Estadual do DM/USE, representando a juventude espírita paulista perante a Área de Infância e Juventude do CFN (Conselho Federativo Nacional) da FEB (Federação Espírita Brasileira).